Produtos Biodegradáveis – melhores para o ambiente

Para promover a sustentabilidade, os fabricantes esforçam-se para reduzir o impacto ambiental dos seus produtos.  Uma maneira de fazer isso é favorecendo a utilização de ingredientes que são biodegradáveis.

A biodegradação é o processo natural de decomposição dos materiais orgânicos pelas bactérias. As bactérias estão presentes em grande número no tratamento de águas residuais, no solo e nos cursos de água e desenvolvem-se através da decomposição dos produtos químicos em compostos mais simples, nutrientes e água.  Uma vez que muitos ingredientes dos detergentes são constituídos principalmente por átomos de carbono (ou seja, são materiais orgânicos), as bactérias podem decompô-los em CO2, água e nutrientes.  Quando isto ocorre, o ingrediente não representa um risco para o ambiente porque o CO2, a água e os nutrientes são seguros.

Existem duas formas comuns de biodegradação: aeróbica que ocorre na presença de ar e anaeróbica que ocorre na sua ausência.  Os produtos decompostos da biodegradação aeróbica são o dióxido de carbono, a água e os sais minerais, enquanto o processo anaeróbio é menos eficiente, mas também menos frequente e pode gerar metano e outros hidrocarbonetos de cadeia curta.

A biodegradação final refere-se ao nível de biodegradação alcançado quando o componente é totalmente degradado por microrganismos na presença de oxigénio, resultando a sua completa decomposição em dióxido de carbono, água e sais minerais.

A biodegradação primária é considerada geralmente no contexto dos tensoactivos, que são os principais activos de lavagem num detergente.  É chamada de “primária”, pois é a primeira etapa no processo de biodegradação destes activos de lavagem.  Esta etapa de biodegradação inicial resulta na perda das propriedades de superfície (tensoactivo), o que elimina simultaneamente a toxicidade do activo de lavagem.

Desde o final da década de 70, os regulamentos em vigor têm exigido que os fabricantes provem a degradação primária dos tensoactivos aniónicos e não iónicos.  Actualmente, a grande maioria dos tensoactivos utilizados nos detergentes - incluindo os tensoactivos catiónicos e anfotéricos - cumprem requisitos ainda mais rigorosos de biodegradabilidade final.

O Regulamento (CE) n.º 648/2004 relativo aos Detergentes em vigor desde Outubro de 2005, tornou obrigatória a prova da biodegradação final em toda a UE para todos os grupos de tensoactivos utilizados nos detergentes domésticos.  Para saber mais sobre a biodegradabilidade, clique aqui .

Image

 Em produtos de limpeza e detergentes são utilizados muitos componentes orgânicos, em conjunto com os tensioactivos, como as enzimas e perfumes.


Deutsch Français Nederlands
Deutsch Français